EM ESTREIA NA QUALIFICATÓRIA OLÍMPICA EUROPEIA, ALEMANHA VENCE HOLANDA EM JOGO DURÍSSIMO

No jogo de estreia da Qualificatória Olímpica Europeia em Ancara, na Turquia, a Alemanha foi a primeira equipe vitoriosa. Holanda no outro lado da quadra deu uma boa luta e teve muita honra, mas acabou perdendo por 3 sets a 2 com as parciais (26/28, 25/22, 25/22, 20/25 e 15/11).

 Foto: CEV

Holanda x Alemanha foi um confronto entre os Países Baixos, em uma caça para o seu primeiro bilhete olímpico desde 1996, e da Alemanha, que teve sua última aparição olímpica em 2004. O primeiro set foi uma grande demonstração clara de como mesmo esta Qualificatória Olímpica parece ser disputada. 
Ambas as equipes foram muito determinadas a não ficar para trás na abertura do Grupo A, jogando sempre agressivamente e buscando equilibrar os placares.

Enquanto os espectadores da Arena Baskent em Ancara ainda recuperavam o fôlego após o set de abertura emocionante, Alemanha assumiu o controle no segundo set e chegou a abrir 14/4 em um piscar de olhos. 
O técnico holandês Giovanni Guidetti em seguida, colocou Celeste Plak na quadra para tentar colocar mais pressão sobre a Alemanha, apesar de estar perdendo por 8/16 no primeiro tempo técnico. 

Em períodos, Holanda jogou sem uma levantadora na quadra para maximizar a pressão, e a tática parecia funcionar, uma vez que pouco a pouco comeu da grande liderança alemã. Apesar disso, as holandeses foram incapazes de fazer a volta completa, e a Alemanha venceu o segundo set por 25/22, empatando o jogo. 
 
A importância de conseguir um bom início do Torneio de Qualificação Olímpica continuou a se mostrar no quarto set, onde Holanda e Alemanha lutaram intensamente para cada ponto. Como a Holanda agarrou uma vantagem de 19/16, o técnico alemão Felix Koslowski pediu um tempo técnico para obter sua equipe de volta nos trilhos. 
Pouco ajudou-o, e a Alemanha perdeu o set, levando o resultado final para um tie-break decisivo.

Durante o tie-break, a Alemanha dominou novamente as parciais e fechou a partida por 15/11, vibrando bastante com o resultado. As jogadoras de ambos os países deram declarações sobre a partida.

"Eu acho que ambas as equipas jogaram bem, e eu estou realmente feliz que vencemos e conseguimos o resultado que esperávamos, como Holanda é uma equipa muito forte.
Tivemos um bom equilíbrio na equipe; quando eu estava para baixo, o resto da equipe estava no topo, então conseguimos manter um bom equilíbrio durante todo o jogo", diz Margareta Kozuch Anna.
 
"Ainda há um longo caminho pela frente para a qualificação olímpica. Agora precisamos esfriar tanto mentalmente e fisicamente depois de uma intensa e longa partida tal. Cada jogo vai ser difícil, e você precisa estar no topo em cada um deles para se qualificar para os Jogos Olímpicos", diz ela. Capitã da Holanda, Maret Grothues Balkenstein.

"Nós obviamente não jogamos o nosso melhor jogo de voleibol. Pensei que tínhamos uma boa chance de ganhar o jogo quando viramos as coisas no quarto set, mas infelizmente não. Nosso ataque não era simplesmente no nosso nível, e nós cometemos muitos erros. Ao mesmo tempo, a Alemanha é uma equipa sólida", ela completa.
"Perdemos a batalha, mas não perdemos a guerra. Agora, todos nós temos que voltar e dar uma olhada no espelho para ver o que podemos fazer melhor. Nós começar de novo amanhã ", diz ela. 

Mais tarde, ainda acontecerão mais dois jogos, pelo grupo B, haverá com um confronto entre a Polônia e a Rússia, e para a última rodada do dia, a Croácia terá de enfrentar as heroínas casa da Turquia pelo grupo A.

Confira a galeria de fotos completa - Fotos: CEV


















 
Compartilhe no Google+

About Juliana Amaral

Brasileira e alagoana. Proprietária e Redatora da United for Volley, estudante de Jornalismo e Design Gráfico, jogadora de voleibol e amante de música pop.

0 comentários:

Postar um comentário