Carol é MVP e Rexona/Ades conquista o tricampeonato sul-americano

Na noite desse domingo (28), aconteceu em La Plata, na Argentina, a grande final do Campeonato Sul-americano de Clubes.


Chegando à final como favorito, a equipe brasileira Rexona/Ades venceu o San Martin por 3 sets a 0 com as parciais (25/16, 25/22 e 25/17).

SOBRE O JOGO

A equipe do técnico Bernardinho entrou em quadra com a Courtnet Thompson, Monique, Carol, Juciely, Gabi, Natália e Fabí. Já o San Martin iniciou a partida com a Da silva, Frias, Bruna da Silva, Levya, La Rosa e Mendoza, comandadas pelo técnico Juan Diego Garcia.

Desde o início da partida, a equipe peruana colocou pressão nas cariocas. O primeiro set foi marcado pelo show de defesas e contra ataques do San Martin, que chegou a sair na frente nos primeiros pontos mas tomou a virada da metade do set em diante.

Na segunda parcial, tivemos um San Martin ainda mais tinhoso, as peruanas pressionaram as brasileiras forçando-as ao erro de ataque e chegou a abrir 3 pontos de vantagem na parcial. Jogando atrás do placar, o técnico Bernardo solicitou tempo técnico para aconselhar suas atletas. A ação de Bernardinho deu certo e o Rexona/Ades recuperou-se no finzinho do set, pregando a parcial 25/22.

Com os ânimos mais acalmados devido à boa vantagem de dois sets a zero, o Rexona/Ades pôde relaxar um pouco e jogar mais solto. Houve a inversão 5-1 com a entrada de Lorenne e Roberta no lugar de Courtney e Monique
A alteração não surtiu muito efeito e após o rodízio completo de quadra, a inversão foi desfeita para a volta das titulares.

Definitivamente o último set foi de Gabi, que deu uma alavancada em sua pontuação na partida e ajudou a equipe a fechar a parcial e o jogo em 25/17.

A maior pontuadora da partida foi a oposta Monique com 19 pontos.


Rexona/Ades - Campeão

San Martin - Vice-campeão

Villa Dora - Medalha de bronze

PREMIAÇÃO INDIVIDUAL

1ª Melhor ponteira - Levya (San Martin)

2ª Melhor ponteira - Gabi (Rexona/Ades)

1ª Melhor central - Carol (Rexona/Ades)

2ª Melhor central - Candelaria (Villa Dora)

Melhor oposta - Fabiani (Villa Dora)

Melhor levantadora - La Rosa (San Martin)

Melhor líbero - Fabí (Rexona/Ades)

MVP - Carol (Rexona/Ades)


Agora, com o passaporte carimbado para o Mundial de Clubes em novembro, o Rexona/Ades deve desembarcar no Brasil já de olho no último confronto pelo returno da Superliga, o maior clássico brasileiro, contra o rival Vôlei Nestlé, que acontecerá no dia 4 de março, com transmissão ao vivo do canal Sportv.
Compartilhe no Google+

About Juliana Amaral

Brasileira e alagoana. Proprietária e Redatora da United for Volley, estudante de Jornalismo e Design Gráfico, jogadora de voleibol e amante de música pop.

0 comentários:

Postar um comentário