Sada/Cruzeiro bate Funvic/Taubaté e conquista tricampeonato Sul-americano

O ginásio Abaeté, na cidade de Taubaté-SP foi o palco da grande final do Campeonato Sul-americano de Clubes, torneio que dá ao campeão, a vaga no tão sonhado Campeonato Mundial de Clubes. O Brasil tinha dois representantes no torneio e ambos chegaram à final. O Funvic/Taubaté recebeu o temido Sada/Cruzeiro. Mesmo com a torcida em grande maioria a seu favor, o Funvic/Taubaté foi derrotado pelos cruzeirenses por 3 sets a 0 com as parciais (25/20, 25/21 e 25/10).

 Foto: Sada/Cruzeiro

A equipe da casa entrou em quadra com o levantador e capitão Raphael, o oposto Sanchez, os ponteiros Lucarelli e Lipe, os centrais Otávio e Deivid, e o líbero Felipe. Já os cruzeirenses iniciaram a partida com o levantador e capitão William, o oposto Wallace, os ponteiros Leal e Filipe, os centrais Éder Carbonera e Isac.

SOBRE O JOGO

O jogo já começou quente, com troca intensa de pontos e ambos os times buscando a boa virada de bola.

Com diversos erros de saque das duas equipes, típico de jogo masculino quando se opta pelo saque viagem, a sequência inicial de pontos trocados se dava pela inconstância submetidas pelo erros.

O principal pecado da equipe de Taubaté no primeiro set foram os erros de passe. A equipe não demonstrava calma e desperdiçava contra-ataques porque não conseguia trabalhar com a boa recepção, prejudicando bastante o desenvolvimento deles.

Depois do segundo tempo técnico, o Sada/Cruzeiro passou abrir vantagem sobre o Taubaté, isto porque a dificuldade de recepção dos rivais colaborava com o contra-ataque dos mineiros, que fecharam a primeira parcial em 25/20.

Na segunda parcial, a equipe de Cruzeiro saiu na frente, resultado das boas defesas e contra-ataques aproveitados por eles. Enquanto o Taubaté sentia dificuldade para virar a bola, chegando ao primeiro tempo técnico com a parcial 8/4 para os visitantes. 
No decorrer do set, não teve jeito, o Cruzeiro abriu uma excelente vantagem de mais de 10 pontos, complicando a reação taubateana. Ainda na segunda parcial, houve a troca de oposto, com o Leozão entrando no lugar do Sanchez.

Para quem pensava que o set acabaria de forma massacrante, o Taubaté voltou a reagir pontuando bem no saque e no bloqueio, chegando a diminuir a vantagem para 5 pontos. Sem muita preocupação, o técnico Marcelo Mendez optou por fazer a inversão 5-1, com a entrada do levantador Cachopa e o oposto Alan.
A inversão não deu muito certo e os titulares logo voltaram à partida para fechar o set em 25/21.

No terceiro set, o que tinha tudo pra ser uma reação dos donos da casa, logo foi ofuscado com a recuperação do Sada/Cruzeiro.
É praticamente impossível listar todos os erros cometidos pela equipe paulista quando mais precisava encostar no placar para buscar a virada. Com a parcial cerca de 8 pontos a mais para os cruzeirense, o Taubaté se rendeu e foi massacrado na última parcial por 25/10, com o último ponto feito pelo oposto Wallace.

PREMIAÇÃO INDIVIDUAL

1º Melhor central - Isac (Sada/Cruzeiro)
2º Melhor central - Deivid (Funvic/Taubaté)
1º Melhor ponteiro - Lucarelli (Funvic/Taubaté)
2º Melhor ponteiro - Nicolay (UPCN/San Ruan)
Melhor levantador - William (Sada/Cruzeiro)
Melhor oposto - Wallace (Sada/Cruzeiro)
Melhor líbero - Felipe (Funvic/Taubaté)
Melhor jogador da competição (MVP) - Leal (Sada/Cruzeiro)

Agora, ambas as equipes voltam sua atenção para a Superliga, que está nas últimas rodadas do returno e se aproxima ainda mais da fase mais importante, os playoffs, mais conhecido como mata-mata. O Sada/Cruzeiro liderança a tabela de classificação seguindo do Funvic/Taubaté e as duas equipes já estão praticamente classificadas para a próxima fase.
 
Confira a galeria de fotos da partida.



 
Compartilhe no Google+

About Juliana Amaral

Brasileira e alagoana. Proprietária e Redatora da United for Volley, estudante de Jornalismo e Design Gráfico, jogadora de voleibol e amante de música pop.

0 comentários:

Postar um comentário