Aos 35 anos, Ekaterina Gamova anuncia aposentadoria

Faltando menos de 100 dias para os Jogos Olímpicos, Gamova surpreende ao anunciar aposentadoria definitiva

Pouco depois de afirmar que estava apta e que queria participar dos Jogos Olímpicos do Rio em 2016, a oposta Ekaterina Gamova anunciou hoje, por meio de sua conta oficial no Facebook, a aposentadoria como atleta. A decisão surpreendeu os fãs da atleta de 35 anos.

 Foto: FIVB

Além do anúncio das redes sociais, ela havia concedido no mesmo dia uma entrevista a um telejornal russo, onde explicou detalhadamente o que a fez tomar essa decisão. "Condições de saúde não me permite participar nos Jogos Olímpicos. Tudo isso aconteceu nos últimos dias. Foi uma conversa com o treinador que me fez aceitar de vez a minha decisão. Foi-me dado um tempo difícil, mas acho que ele está certo, porque o pensamento dele envolve tudo. A questão da minha participação Pré-olímpico (Europeu) hesitou por um longo tempo. Eu estava treinando com o grupo mas não fui capaz de me recuperar. A decisão de me deixar era pesada até para o treinador", ressalta.
  
O trecho que em Gamova refere-se ao treinador explica o fato do seu corte antes do Pré-Olímpico. Ela esteve machucada, mas ainda com condições de jogo, mas o técnico Yuri Marichev optou por não convocá-la. Após o ocorrido, ela alegou que não teve problemas com o corte e que estava positiva quanto a seu retorno.

Depois das competições nacionais, as quais não participou, ela dedicou-se apenas às atividades de seu clube o Dínamo Kazan. Com o fim da temporada e o anúncio de que não renovaria contrato, ela alegou que não estava se aposentando, apenas negociando um novo clube.

Foto: FIVB

Diante das controvérsias, a russa voltou a comentar sobre a lesão que a atrapalhava algumas vezes durante treinos e jogos. E então, optou por ter uma conversa esclarecedora com Marichev, onde chegaram à conclusão que Gamova não tem mais condições físicas de enfrentar um torneio forte como os Jogos Olímpicos. A decisão se estendeu e a oposta declarou, então, que está dando adeus definitivo ao esporte.

Não se pode descartar a hipótese de Gamova permanecer no ramo esportivo como uma técnica ou auxiliar, tudo isso irá de acordo com as oportunidades que surgirem. Além disso, a russa já atua como garota propaganda e faz alguns trabalhos de modelo, o que não a tira dos holofotes midiáticos.

 A última participação de Gamova no time russo foi na Copa do Mundo em 2014. Foto: FIVB

Foram 15 anos dedicados a seleção russa e quase 20 dedicados ao voleibol profissional em base e clubes. Ekaterina Gamova tem uma legião de fãs espalhados pelo mundo e um legado indiscutível. Dona de diversos títulos e premiação individuais, ela encerra a carreira sem o tão sonhado ouro olímpico. Temida por muitos e conhecida por sua frieza e afronte às jogadoras brasileiras, fará muita falta no cenário mundial do voleibol.
Compartilhe no Google+

About Juliana Amaral

Brasileira e alagoana. Proprietária e Redatora da United for Volley, estudante de Jornalismo e Design Gráfico, jogadora de voleibol e amante de música pop.

0 comentários:

Postar um comentário