Brasil encerra a participação no Torneio de Montreux com vitória

Apesar da excelente vitória, as brasileiras estão eliminadas do torneio

Hoje (03), a seleção brasileira encerrou sua participação no Torneio de Montreux com uma bela vitória de 3 sets a 0 sobre a Bélgica, com as parciais (25/21, 25/20 e 25/22). Apesar da vitória, as brasileiras não conquistaram a vaga para a fase final e tirou da Bélgica, a chance de classificação.

Foto: FIVB

A seleção brasileira não iniciou nada bem a partida. Novamente com problemas na recepção, elas chegaram a perder a parcial por 4 a 0, forçando o técnico Wagão a gastar o segundo pedido de tempo. Na virada de bola, Paula Borgo permanecia sendo a primeira opção da levantadora Naiane, que demonstrava bastante confiança na oposta. A Bélgica jogou com a vantagem de 4 pontos durante quase toda a parcial. O Brasil tinha dificuldades pra finalizar por conta do excelente posicionamento belgo. Até então, foi a vez de Paula Borgo brilhar e derrubar bolas importantíssimas, fazendo então, o Brasil empatar a parcial. Sem dúvida, a oposta era a confiança do time. Após o empate, a seleção brasileira passou a frente, abrindo 23/19. Com outro astral, as brasileiras fecharam o set em 25/21.

 Paula Borgo, destaque da partida. Foto: FIVB

Segundo set iniciado e pudemos ver um Brasil mais dominante, saindo na frente do placar. A Bélgica, então, chegou a encostar e fazer um set pra lá de disputado. No fim do set, Naiane ousou um pouco mais nas distribuições, fazendo da ponteira Gabi, uma das maiores pontuadoras da partida. A recepção brasileira voltou a funcionar, colocando as centrais de volta à partida. O Brasil fechou a parcial um pouco mais folgada, com 25/20.

 Foto: FIVB

O terceiro e último set foi muito mais interessante aos olhos dos espectadores. A seleção brasileira tornou-se ainda mais bravo. Com show de defesas e destaque a para líbero Laís que progrediu bastante no passe e cobertura, as brasileiras passaram a jogar mais soltas, impedindo que a Bélgica fizesse uma pressão maior que a esperada. O fim do set é que passou a ser mais acirrado, fazendo o Brasil se concentrar mais na virada de bola e não pecar para evitar um forçado quarto set. Rosamaria atacou pela entrada de rede e definiu o último ponto do jogo, com a parcial 25/22.

Foto: FIVB

Compartilhe no Google+

About Juliana Amaral

Brasileira e alagoana. Proprietária e Redatora da United for Volley, estudante de Jornalismo e Design Gráfico, jogadora de voleibol e amante de música pop.

0 comentários:

Postar um comentário